ETIQUETA DA ROLHA - ABS-SP

Acaviano,

A ACAV mantém convênios com alguns restaurantes da cidade para a cobrança do serviço da "TAXA DE ROLHA".


Considerado polêmico pelo conflito de interesse entre o comerciante e o amante do vinho, as dicas do Arthur Azevedo devem ser lidas e seguidas, principalmente para evitar constrangimentos desnecessários.

Maurício Gomez

 

A etiqueta da rolha:

O diretor da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS), Arthur Azevedo, aconselha o cliente a tomar certos cuidados para evitar gafes.

"Não é correto levar uma garrafa qualquer", aponta.

"É preciso ser um vinho de qualidade, adequado ao cardápio.

" Afinal, a idéia é que se possa degustar um rótulo especial acompanhado de uma refeição de qualidade.

Algumas dicas:

• Confirme previamente se a casa aceita que o cliente carregue seu vinho. Avise que levará a garrafa  

• Leve uma garrafa de reconhecida qualidade e adequada ao restaurante  

• Procure conhecer com antecedência a carta de vinhos para não levar uma bebida que seja vendida na casa

• Se a rolha não for cobrada, compense a cortesia na taxa de serviço. Deixe, por exemplo, 15% em vez de 10%

Para saber mais:

http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/vejasp/220605/bebida.html

Saudações Vínicas!

Voltar